Loading...
Prosas

ODEIO

Eu odeio quando desapareces. Odeio quando estás de mal humor e quando não me da trela. Odeio quando foges e mais ainda quando não atendes o celular. Odeio quando não me dá bom dia e odeio essa sensação de espera. Odeio querer te ver e não poder. Odeio saber onde estás e não ter uma desculpa para estar também. Aí como eu odeio…

Eu odeio essa necessidade que criastes em mim de te necessitar. Odeio o modo como me comporto contigo e odeio o mal humor em que fico quando vais embora. Odeio a culpa que me fases sentir. Enfim, eu odeio, odeio e odeio.

E de tudo o que mais odeio é saber que não posso ir além. É saber que nada vai mudar e que só o tempo para apagar as marcas da tua passagem. Saber que de nada adianta eu odiar, porque no fundo para sempre vou te amar.

———————

Ficou meio que uma imitação da lista do filme “Dez coisas que eu odeio em você”… Não era a intenção… Mas foi o que aconteceu. Enfim, fazer o que se eu realmente ODEIO…

Você também pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *