Loading...
Novidades

Como Fênix: Ressurgindo das cinzas

Há muito me questionam, e eu mesma também me pergunto, por que eu não voltava a escrever no blog. Escrever o que? Escrever para que? Escrever para quem? 
Sempre usei esse espaço mais como uma forma de libertar minha imaginação, indignação e   desabafar meus anseios do que qualquer outra coisa.

Me afastei dele pela correria do dia a dia e talvez, um pouco, por achar que não tinha mais nada a dizer. Precisei de um tempo para poder por minhas ideias em ordem e compreender o quanto faz falta procurar escrever sobre algo todos os dias. Contos, causos, prosas, cartas ou simplesmente desabafos que me deixam mais leve e permitem que eu seja eu mesmo, sem querer, e nem precisar prestar contas a ninguém.
Então como a ave Fênix que ressurge das cinzas estamos retomando as atividades por aqui.  Talvez um pouco devagar para quem já teve tanta pressa, mas com a mesma pretensão despretensiosa de dizer para alguém que apenas precise ler exatamente aquilo que por acaso ou inspiração divina foi escrito. E assim levar a vida tirando o peso da mente e colocando as palavras ao vento para que voem e encontrem o seu destino.

Você também pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *