Loading...
Prosas

Dias difíceis

Ontem foi um dia difícil. Daqueles que da vontade de chorar várias vezes, pelos mais bobos motivos,  como quando o pão cai no chão com a margarina virada para baixo. Aqueles dias que a paciência não existe e que até uma formiga passando na sua frente te deixa irritada. Sabe aqueles dias em que um gota é uma tempestade em um copo de água? Pois é. O dia foi assim.
E por mais que a gente queira reagir a dias assim, as vezes, o único jeito de superar é deixando o dia findar. O próximo dia, com certeza será melhor. Alguns atribuem dias assim a passagem dos astros na sua vida, outros a tensão pré menstrual e ainda tem os que digam que é um espirito que se encostou em você. Eu não sei. Talvez seja os 3 juntos e milhares de outros motivos que a gente nem desconfia. Só sei que existem dias assim e que por mais que a gente não queira vive-los eles acontecem na vida de todo mundo. 

Nesses dias o melhor é se fechar. Entrar para dentro do seu mundo interior e refletir o que está te deixando tão aborrecida. Normalmente os motivos estão dentro de nós e a gente nem percebe isso. Uma frustração, uma história mal resolvida. Uma mágoa algo que você queria muito e não deu certo. Ou simplesmente o pão que caiu com a margarina para baixo e o papel higiênico que acabou. 
Então ontem, nesse meu dia difícil, eu tentei fazer exatamente isso. Viver o meu dia, com todas as coisas que estavam acontecendo nele e refletindo sobre o que estava me fazendo tão mal. Eu sei exatamente o que tem me deixado assim. Inquieta, impaciente, com raiva de mim. Uma raiva tão absurdamente grande e intrínseca que muitas vezes me cega e faz com que eu vá levando as coisas, sem reagir, sem realmente mudar o que me incomoda. 
Porque essa é a grande questão. Se me incomoda eu devo mudar. Devo reagir. Mas é mais cômodo viver assim, me transformar em vítima e   simplesmente deixar as coisas seguirem. Torna-se mais difícil que viver os dias ruins, tomar as rédeas da vida e dar uma volta por cima. É mais trabalhoso. Exige mais paciência. Mais força de vontade. 
Não da para fugir dos dias ruins. Mas também não da para ficar esperando eles se multiplicarem, com pena de si mesmo e sem reagir. É preciso que dos dias difíceis lições sejam tiradas para que  o dia seguinte seja o início de um novo começo. Mesmo que você saiba que outros dias ruins virão. Porque você também sabe que está em suas mãos transforma-los na sua mudança de vida.  
————-
Gostou? Então aproveita e adquira meu livro de contos e crônicas “Noites de Verão” aqui http://bit.ly/29WmmPu

Você também pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *