Loading...
Causos

Positivo

– EU NÃO SEI! – Susana respondeu aos gritos, enquanto dos seus olhos jorravam lágrimas.
– Porra Susana! Como você não sabe? Algo tão simples de responder e você me diz que não sabe fazendo todo esse drama?
– Eu não sei Augusto. Por favor, vamos parar com isso. Eu não consigo lembrar.
– Susana… – Augusto deu um suspiro profundo em busca de paciência – Você precisa se lembrar onde colocou. Precisamos resolver isso o quanto antes. Quer que eu saia e compre outro?

– Qual a diferença para você? Você já decidiu o que fazer. Então nem deveria mais estar aqui. – Com fogo nos olhos Susana olhou para Augusto e para a porta do quarto.
– Nós vamos decidir juntos, já conversamos sobre isso. Apenas me diga onde está!
– Eu realmente não sei. Sai do banheiro e você chegou. Não consigo saber onde coloquei.
– Você disse que ia me esperar para fazermos isso juntos. Por que não esperou? Me parece que é você que já tomou sua decisão!
– Eu não decidi absolutamente nada. Você que foi embora com uma vagabunda qualquer! – As lágrimas voltaram a deslizar pelo rosto cansado.
– Eu não fui embora com uma vagabunda. Já te disse que tudo que aconteceu foi culpa de nós dois e eu precisava de um tempo para pensar. Não estou com ela. Mas isso muda tudo, Susana! Por favor! Me diga onde você colocou!
– Muda o que Augusto? – Interrompe Susana enquanto levanta-se da cama e parte para cima dele – Você acha que isso fará eu esquecer as vagabundas com as quais tu dormiu? Ou só quer conferir para saber se você irá ficar ou partir de vez?
– Pare! – Segurando as mãos dela enquanto tentam agredi-lo – A gente precisa saber Susana! Eu te amo! Sempre amei! Cometi alguns erros, você também! Mas precisamos resolver as coisas. Minha decisão está tomada, eu só preciso saber.
– Então me diga Augusto! Me diga a sua decisão!
– Então você sabe onde está?
Augusto solta as mãos de Susana e a encara por um segundo. Susana o observa como há muito não o via. Enquanto Susana investe para beija-lo, Augusto retira do bolso traseiro da calça jeans dela a fitinha de papel branca.
– Dois traçinhos! – Diz ele confuso.
– É positivo – Diz ela sorrindo.

Você também pode gostar...

2 comments
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *