Loading...
Últimos Posts
Prosas

As coisas acontecem porque tem que acontecer

Não sei por quantas vezes, repetitivamente, tentei acreditar nas suas palavras. Você que sempre me afirma “As coisas acontecem porque tem que acontecer’ não ouve o que sua própria voz fala. Não entende que ao me dizer isso e na frase seguinte dizer que precisa se afastar, que me manter por perto é perigo, é antagonismo puro, disfarçado de medo e sentimentos que estão além do que você possa realmente controlar.

Se as coisas acontecem porque tem que acontecer, nós acontecemos por que? Você impõem suas regras, me coloca de escanteio e me diz “precisamos de um freio” e eu entendo “eu tenho medo”. Você diz “Eu me envolvi demais”e eu entendo “eu tenho medo”. E eu também tenho medo. Mas, se as coisas acontecem porque tem que acontecer, eu prefiro em um milhão de vidas saber que deixei acontecer.  Ouvir “eu pensava em você o dia inteiro” e saber que a jogada seguinte foi mandar a bola para fora do campo, não é a minha opção.

Por que você não percebe que se as coisas acontecem porque tem que acontecer, nós acontecemos porque havia de ser. Nessas horas você me diz que as coisas acontecem porque tem que acontecer e age tomando atitudes que simplesmente evitam que as coisas aconteçam como devem.

Eu vejo medo, eu sinto medo. Eu entendo suas escolhas e aceito. Não serei eu a tentar te desvirtuar do que já foi decidido. Apenas perceba que as coisas acontecem porque tem que acontecer e que se acontecemos, por mais que a gente se afaste, tome decisões que levem para outras estradas e faça escolhas que mudem todo o percurso da jornada… ainda assim nós acontecemos porque havia de ser. Ainda assim, nós seremos nós, mesmo que em outro abraços, outras línguas, outros corpos. Ainda assim seremos sempre o que não aconteceu…

————-

Gostou? Então confere meu último lançamento “Sexo Virtual, Amor Real” na nossa livraria.

Você também pode gostar...

9 comments
  1. Crislane Barbosa

    Oi, Luísa!
    Seu texto me lembrou um livro de romance que li recentemente. O mocinho nada acostumado a se envolver, se afasta e vai embora, mas não resiste e volta para a protagonista de novo. <3
    Adorei seu texto! O medo de tentar apenas se torna a perda de coisas boas no futuro. 😉
    Beijão!

    1. Luísa Aranha

      Cris,

      Infelizmente essa história é mais comum do que se pensa. As pessoas tem medo de dizer como se sentem, mostrar sentimentos e arriscar…

      Tantas histórias de amor teriam finais diferentes se não fosse esse medo…

      Bjos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *