Loading...
Causos

O último luau

A noite estava clara, na beira da praia, a lua cheia, redonda e brilhante, refletia nas ondas serenas do mar, que chegavam até os meus pés e lavavam minha alma. Olhei para eles, sentados na areia, rindo, bebendo as últimas long necks no bico.
O fogo, acesso de forma improvisada, com alguns gravetos encontrados perdidos nas dunas, iluminava cada um dos rostos e eu senti uma melancolia de tudo que não veria mais depois daquela noite.
Não era eles que estavam mudando. Era eu. Eu havia feito minhas escolhas e, provavelmente, a parte mais difícil era deixar eles para trás.  Eu voltaria, haveriam outros luais, mas seria igual?  Depois de deixa-los, nos reencontros, talvez anuais, teríamos a mesma sintonia?
Aquele luau era minha despedida. E eu os observava com carinho. Cada um dos rostos que me sorria feliz. Eles estavam empolgados. Eu desvendaria um mundo novo. E seria possível faze-lo sem eles por perto?
Não haveriam mais luas cheias a beira do mar, nem fogueiras improvisadas nas rotinas da minha vida. Não teria mais os luais para conversar, brincar de dividir com eles. Seria noites em um quarto com paredes frias. Dividiria minhas histórias com uma cama de segunda mão, um guarda roupa e uma escrivaninha velha.  Onde ficariam as risadas? Os banhos de mar a meia noite? Os rostos emoldurados pelo fogo cheio de sorrisos?
Escuto eles cantando e volto dos meus devaneios. Se a partida é inevitável, o último luau será inesquecível, para que eu encontre as forças que preciso nas memórias quando a solidão bater e eu acredite que as escolhas tenham sido erradas. Mesmo sabendo que não foram.
 ————
O blog Causos & Prosas participa do desafio literário  365 dias de escrita. Este texto é parte integrante do desafio organizado  pela Editora Digital e Consultoria de Marketing para autores Escritor Publicado .
————-

Gostou? Então confere meu último lançamento “Sexo Virtual, Amor Real” na nossa livraria.

Você também pode gostar...

50 comments
  1. f

    Ola
    Adorei poder conferir seu texto, e como sempre dá aquela vontade de ler mais diante de uma temática exposta com sensações tão bem exploradas. Nos faz refletir, e acredito que essas questões são extremamente importantes no contexto.. no aguardo de mais textos..
    Beijos, Fer

  2. Entre Livros e Amores

    Olá ♥
    que texto maravilhoso meu deus. Quando li me lembrei muito dos meus amigos do Ensino médio e todo meu pensamento no ultimo dia em que todos nós estavamos reunidos. Meus olhos encheram de água. Amo as coisas que você escreve sempre nos toca de uma certa maneira. Beijos

  3. Tamires Marins

    Oi, Luíza

    Acho que, no geral, mudanças são sempre melancólicas, não? Mudar e ver que certas coisas nunca mais serão como eram antes mexe mesmo com a gente, não tem jeito. Mas sou daquelas que acredita que mudar faz bem, basta olhar para trás com carinho e saudade, sabendo que foram momentos bons e que eles ficarão guardados conosco para sempre.

    Beijos

  4. Pollyanna Assis Campos

    Olá, tudo bom?
    Adorei seu texto e a temática desenvolvida no mesmo. A insegurança da partida, a saudade do que ainda não foi, o medo do incerto… Todos os sentimentos que convivemos constantemente, não é mesmo? Seu conto me lembrou a época em que deixei o ensino médio e a minha rotina com os meus amigos. Foi algo muito bom de ler e relembrar.

    Beijos!!

  5. Pedro

    Oie,
    Adorei seu texto embora seja triste e melancólico.
    Mas leve tudo como ensinamento e encare essa nova fase da vida sem medo ok?
    Tudo passa e tudo melhora, até porque nada é pra sempre, nem mesmo a dor.
    Beijinhos, muita luz <3

  6. Vivianne Sophie

    Olá,

    Gostei muito da reflexão pois me remeteu ao amadurecimento e o quanto precisamos ser corajosos para aceitar as mudanças. Lindo o texto e tenho vontade de conferir mais sobre o seu trabalho.

  7. Carolina Ramires

    Olá!
    Adorei a maneira que você nos trouxe essas sensações descritas na obra. Traz um quê de realidade ao texto e nos faz pensar se de fato não aconteceu isso com você mesma. Parabéns, como sempre, por esse texto maravilhoso e muito bem escrito!
    Beijos.

    1. Luísa Aranha

      Oi Carol,

      Não aconteceu exatamente assim… num luau, olhando amigos ou indo embora… mas acho que sempre acontece, em algum momento da vida essas sensações…

      Bjos

  8. Naylane Sartor

    Oie! Tudo bem?

    Pela primeira vez não sei o que falar do seu texto, eu realmente gostei dele, mas estou pensando em tudo o que você disse e no fundo fico pensando quando realmente irei começar do zero, e deixar para trás algumas pessoas. A narradora do seu texto, sente por deixar os amigos para trás, mas acredito que para mim isso seria me redescobrir sozinha!
    Enfim, mais uma vez lhe dou os parabéns pelo excelente texto!

    Bjss

  9. Tamara Padilha

    Oie, adorei o texto e deixou um gostinho de quero mais, um desejo de saber para onde a pessoa que estava no luau estava indo e quem ela seria a partir dali. Parabéns, com poucas linhas você conseguiu prender.

    1. Luísa Aranha

      Oi Amanda,

      Que bom que te causei uma reflexão! Mas sabe, não é ruim as coisas mudarem ou não voltarem a ser como antes… é necessário e sempre ficam as melhores lembranças!

      Bjos

    1. Luísa Aranha

      Oi Catharina,

      Se tem um conselho que eu dou para quem quer escrever é que escreva… Não espere, não procrastine… Pegue uns minutos do seu tempo todos os dias, nem que seja enquanto faz xixi e escreva… só assim a gente pega o jeito!

      bjos

  10. Dayane

    Olá! Simplesmente adorei. O que mais me chamou atenção foi o finalzinho. Realmente as vezes achamos que fizemos escolhas erradas. Por que elas podem ter sido difícil e nos fazer sofre, porém se fomos realmente pensar, essas escolhas foram certa. Não é por que é certo que será o melhor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *