Loading...
#365DiasdeEscrita

Sono Interrompido

Sinto um calor que emana de mim. Ou será do contato com sua pele quente. Todos os meus sentidos se aguçam percebendo sua presença dominadora em minha cama. São braços pesados a me envolver, uma mão a me segurar com força. A respiração ressonando em meu pescoço. Tão próximo de mim que posso sentir como se fosse alguma parte desconexa do meu corpo.
Seu perfume que me harmoniza. Seu poucos pelos que fazem cocegas as minhas costas. Eu sinto tudo. Tão real, tão próximo, tão verdadeiro. Mas eu sei que a cama está vazia. Que ao meu lado, apenas um travesseiro. Então como eu sinto? Eu tenho a consciência que ele não existe. Não ali, não me segurando ou me tocando.
Não posso me mexer. Não quero abrir os olhos e conferir a verdade sobre meus instintos. É tão reconfortante senti-lo dentro. Tão acalentador sentir seu cheiro. Tão perturbador saber que não está ali. Eu sinto em todas as partes do meu corpo. As pernas entrelaçadas. Sua virilha me pressionando. Posso até sentir sua necessidade de mim.
É tão perturbador, insolente. Um conflito de sentimentos e realidades. De desejos e vontades. De urgências nunca abrandadas, de calor. Muito calor. Sinto seu suor nas minhas costas. Sinto meu suor no meu rosto. Sinto nossos cheiros se misturando. Eu sinto, mas não posso abrir os olhos. Se abri-los eu sinto que perderei tudo.
Então eu escuto, escuto alguém chamando pelo meu nome, distante. Uma voz rouca, sussurrada, cheia de promessas veladas. E sei que não é ele. Mas quero acreditar que seja. Por favor, não me interrompa se não for pra me dar tudo aquilo que eu preciso.
A voz aumenta, não me parece mais agradável. Portas se abrem e se fecham. Eu sei que ele não está ali. Mas enquanto mantenho os olhos fechados eu o sinto. E eu não quero parar de sentir. Mãos me sacodem e não são as deles. Eu ouço, mas não quero escutar.
Por favor, agora não! Não interrompa meu sono cheio de sonhos e desejos. Não me desperte dessa sensação. Não abrirei meus olhos. Quando nada se tem de olhos abertos. Me deixe aqui, com ele. É uma migalha pequena, eu sei. Mas quero continuar com ela. Me deixe, não quero mais acordar. Preciso ficar.
 ————
O blog Causos & Prosas participa do desafio literário  365 dias de escrita. Este texto é parte integrante do desafio organizado  pela Editora Digital e Consultoria de Marketing para autores Escritor Publicado .
————-

Gostou? Então confere meu último lançamento “Sexo Virtual, Amor Real” na nossa livraria.

Você também pode gostar...

28 comments
  1. f

    Olá
    Esses textos me deixam muito empolgada e pensativa, na maioria das vezes. Sensações,, sonhos, desejos, é sempre muito legal escrever a respeito, dentre outras temáticas, mesmo porque sempre há espaço para mais reflexões nesse cenário.
    Beijos, Fer

  2. Crislane Barbosa

    Oi, Luísa!
    Que texto quente! Adorei!
    Espero nunca sentir a sensação de sonhar com um e acordar com outro. Mas sim, querer sonhar com o homem com quem estou e acordar ao seu lado de modo muito bom… <3.
    Ah! Um pequeno detalhe me chamou atenção, não sei se foi erro, mas você fala "ele" durante todo o texto, mas no fim coloca "ela".
    Beijão!

  3. Naylane Sartor

    Oie! Tudo bem?

    Seu texto dessa vez descreveu o que sinto quando acordo de sonhos parecidos com esse, é meio deprimente ter que abrir os olhos e ver que nada era real! Amei seu texto, como amo todos os outros que já li seus!

    Bjss

  4. Manoel Alves

    Olá
    Eu estou adorando acompanhar posts com textos. Sempre acho isso uma forma de me ajudar a liberar minhas ideais apresenta ao público, já que eu nunca mostrei meua textos a ninguém kkk. Você tem um domínio fantástico da escrita e isso me deixa bem feliz que com o passar do tempo só vá a melhor. Até mais ver
    Bjs

  5. Jessie

    Oi Luisa!

    Tudo bem? Seus textos são sempre muito legais e tocantes porque nos faz repensar algumas coisas, reavaliar certas atitudes ou nos tocam profundamente porque é uma situação próxima do que já aconteceu. Parabéns pelo seu talento.

    Beijinhos
    Jessie
    www,paraisoliterario.com

  6. Brooke S.

    Oi! Mais um texto incrível para a coleção que eu sempre encontro por aqui. Não tem como não se encantar com as palavras tão perfeitamente encaixadas. Ao ler você faz com que o leitor se sinta na pele da narradora, sinta o sofrimento, o desejo e paixão… É simplesmente incrível e eu sou completamente apaixonada. Mais uma vez parabéns por um trabalho tão incrível,
    Um beijo
    http://www.brookebells.com

  7. Letícia

    Olá!
    Mais um texto incrível. Parabéns.
    Já pensou em publica-los como contos na Amazon ou tentar publicar em livros de contos?
    Sempre tem editora atrás de autores e contos para publicar.
    Isso ainda não aconteceu comigo, de sonhar com uma pessoa e acordar com outra, mas acredito que isso de certa forma, seria uma forma de traição.

  8. Letícia

    Olá!
    Não sei o que acontece com os meus comentários… Sempre comento por aqui, mas eles nunca vão…
    Você já pensou em publicar um livro de contos? Seus textos são sempre incríveis.
    Acho que isso nunca aconteceu comigo. De sonhar com uma pessoa e acordar com outra, mas acredito que isso, de certa forma, seria uma forma de traição.

    1. Luísa Aranha

      Oi Letícia,

      Seu comentário está aqui! hahahahaha

      Eu tenho um livro de contos publicado chamado Noites de Verão! Da uma olhadinha na livraria do blog! Ele tem na Amazon e impresso!

      bjos

  9. Camila

    Oi, tudo bem?
    Tem sonhos tão reais e bons que realmente nos deixa com vontade de continuar neles para sempre ao invés de enfrentar a realidade muitaw vezes dura e fria.
    Bjs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *