Loading...
Prosas

Um brinde as voltas que a vida dá

Eu me escondi por ter medo de mostrar as minhas fraquezas. Me escondi porque queria me refazer. Gosto de ser inteira, de sorrir, de dar o meu melhor para quem cruza o meu caminho. Mesmo estando quebrada, eu sorrio.
Um sorriso frio, distante, fingindo. Mas um sorriso. Eu me arrebentava por dentro, mas nos lábios, na parte externa havia nos lábios aquela felicidade simulada, porque esse era o meu melhor.
Eu me escondi por não suportar a dor. Me mantive distante por não querer demonstrar a minha dor. Juntei os pedaços de mim mesma, do jeito que eu pude. Criei as redomas ao meu rador. Fugi. Sem vergonha de assumir eu fugi. Precisava me recompor, me reencontrar, me aceitar.
Eu carregava a vergonha dos abusados. Mesmo sabendo que a vergonha deveria estar no abusador. Sentia a humilhação e sordidez corroer minhas entranhas. Eu sabia que aquele sentimento não me pertencia, e por mais racional que eu tentasse ser, de alguma forma, eu não conseguia.
A culpa não era minha. Mas ela me dominava, me afundava, me sufocava. Eu sabia, mas não conseguia evitar. Só que o Universo cobra, cedo ou tarde, sua alta fatura. E um dia eu sorri. Um sorriso tosco, porém verdadeiro. A laço na corda que puseram em meu pescoço, com as voltas do mundo, parou no pescoço de quem quis me enforcar. E eu sorri, de verdade. De novo.
Ergui minha cabeça, juntei os meus cacos, guardei as minhas mágoas e sorri. Me refiz, não por inteira, não por completo, nunca mais serei. Mas eu sorri. Brindei as voltas que o mundo da. Brindei a justiça da energia. Brindei ao novo dia. Brindei ao meu novo sorriso. Um sorriso tosco, eu sei. Mas novamente verdadeiro.
 ————
O blog Causos & Prosas participa do desafio literário  365 dias de escrita. Este texto é parte integrante do desafio organizado  pela Editora Digital e Consultoria de Marketing para autores Escritor Publicado .
————-

Gostou? Então confere meu último lançamento “Sexo Virtual, Amor Real” na nossa livraria.

Você também pode gostar...

66 comments
  1. Manoel Alves

    Olá
    Primeiramente quero dizer que suas palavras foram mais do que lindas, foram perfeitas. Acho que todo mundo já se escondeu por medo da dor ou de se machucar. Isso é natural do ser humano mesmo! Enfim, adorei poder conferir o seu texto e sem dúvidas ele foi bem reflexivo, da pra pensar em muitas coisas que a gente fez! Até mais ver
    Bjs

    1. Luísa Aranha

      Oi Manoel,

      Um dos meus maiores motivos em escrever é fazer o leitor se identificar e refletir. Se atingi meus objetivos um novo sorriso brotou no meu rosto! Obrigada pela visita! Bjos

  2. Crislane Barbosa

    Oi, Luisa!
    Gostei bastante do texto.
    Ah, esses sorrisos. Servem para qualquer tipo de situação.
    Quando mundo está em nossas costas, o sorriso aparece para deixar uma fachada falsa. A maioria das pessoas não querem saber de verdade se as coisas estão bem ou mal. A pergunta é apensa retórica. Uma fachada da boa educação.
    Ainda assim, temos aqueles que querem o nosso bem e sabem da nossa dor. E nos ajudam como podem, como verdadeiros amigos.
    Beijão!
    http://www.lagarota.com.br/
    http://www.asmeninasqueleemlivros.com/

  3. vanessa

    Numa frase bem popular, a volta do anzol. E por sermos humanos, temos lá no fundinho, a vontade de ver a justiça sendo feita. O universo conspirar. E assim a vida segue. Nos presenteando, depois de tantas inverdades e sofrimento.
    Lindas palavras….

    1. Luísa Aranha

      É a volta do anzol… Tu sabe bem o motivo desse texto e tudo que aconteceu. Mas um dia a gente da a volta por cima e o Universo cobra seu preço de quem te fez mal. Obrigada pela visita e pela amizade sempre! Bjos

  4. Ingrid Cristina

    Olá!

    Parabéns pelo seu texto! Achei muito reflexivo e profundo. Realmente passamos por certos momentos em nosso vida que nos fazem querer se esconder e, às vezes, a dor apaga nosso sorriso. Mas é necessário sempre ter forças para nos refazermos e desenharmos o nosso melhor sorriso no rosto. Não pude deixar de me identificar com certas situações descritas por você. Mais uma vez, parabéns! ♥

    Ingrid Cristina
    Plataforma 9 3/4

  5. Naylane Sartor

    Oie! Tudo bem?
    Primeiro se não estou muito doida você mudou o layout e eu achei ele lindo e clean! *-* Segundo seu texto mostrou a triste realidade de muitas pessoas por ai, a culpa não é delas, mas mesmo assim elas as sentem como se fosse suas, triste mas real!
    Bjss

    1. Luísa Aranha

      Oi Naylane, mudei sim o blog! Ficou lindo, né?! Tô apaixonada por ele! Trabalho do pessoal da Escritor Publicado. Quanto ao post, eu sofri isso na pele e, infelizmente, a gente não consegue, por mais que saiba, racionalizar essa culpa. Mas um dia passa! Bjos

  6. Francine Porfirio

    Quantas vezes nos escondemos? E não necessariamente depois de sofrer um abuso, mas depois de nos envergonharmos de uma má escolha ou depois de nos compararmos com o que a sociedade dita e, não querendo expor nossas fraquezas, acabamos nos colocando sob redomas que apresentam reflexos que não são os nossos. Belo texto. Mostra o quão corajoso é o ato de quem sai à luz.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.com.br

    1. Luísa Aranha

      Oi Francine,

      É verdade. É preciso coragem pra sair a luz, mas acredito que também é preciso tempo. Ele sim é o dono de tudo e ajuda no processo de cura de todas as mazelas. Obrigada pela visita! Bjos

  7. Milena

    Gente!!! Que belíssimas palavras! Um dos melhores textos que li recentemente! Quanta emoção, quanto sentimento, quanta verdade em suas palavras. O medo realmente nos aprisiona. Portanto, sua reflexão foi muito profunda.
    Adorei!
    Beijos

  8. Maria Luíza Lelis

    Oi, tudo bem?
    Primeiramente, parabéns pelo texto! Você escreve com muita sensibilidade e é impossível não se identificar com pelo menos algum sentimento descrito.
    Achei a mensagem do texto muito bonita e inspiradora. Às vezes, os tropeços e os machucados do caminho fazem a gente ter medo e querer se esconder, mas é preciso juntar os pedaços e recomeçar.
    Adorei!!
    Beijos!

    1. Luísa Aranha

      Oi Maria Luíza,

      Obrigada! Acredito que todo o autor escreve para gerar reflexão! Se atingi esse objetivo um sorriso se faz em meu rosto. Um verdadeiro!

      Bjos

  9. Our Brave New Blog

    Eu acredito que o que é nosso é nosso é ponto e chegará ainda que por caminhos tortos, assim também trabalha o universo e seu senso de justiça, creio eu e foi isso que vi no seu texto, muito bem escrito por sinal. A volta por cima sempre chega.

    Fiquei impressionada também pelo fato desse texto fazer parte de um desafio de 365 dias, haja disposição…

    ourbravenewblog.weebly.com
    Participe do nosso TOP COMENTARISTA valendo um livro JANTAR SECRETO do autor Raphael Montes 🙂

  10. Thiana Santana

    Oi Luísa,
    Amei o texto e me fez lembrar várias situações em que tive que “engolir sapos”. Acho que devemos sempre que possível e contra isso. As vezes nos prendemos muito achando que algo irá mudar, mas só é decepção. Mas principalmente deixar de pensar que o erro está em nós, quando claramente é com o outro.

    Bjs,
    Garotas de Papel

    1. Luísa Aranha

      Oi Thiana,

      Obrigada pela visita! Concordo com você, precisamos sempre nos reerguer, de uma forma ou outra, mas ás vezes só o tempo consegue curar!
      bjos

  11. Pollyanna Campos

    Olá, tudo bom?
    Antes de mais nada, quero dizer que estou encantada com sua escrita e com a forma que a mesma é envolvente. Me senti tocada por ela.
    Curti muito a mensagem de recomeço do texto. Da importância de se reerguer mesmo que pareça impossível. E qual a melhor forma de fazê-lo senão brindando à vida com um sorriso? Quero ler mais textos seus!

    Beijos!

    1. Luísa Aranha

      Obrigada Pollyana! Fico realmente muito feliz quando alguém se identifica com minha escrita! Acho que a ideia é sempre essa, passar para quem lê alguma mensagem importante! Se atingi esse objetivo um sorriso sincero e de gratidão surge em meu rosto!

      Bjos

  12. Bia ( Entre Livros e Amores)

    Ei
    Amei o texto, muito fácil de se identificar, quantas vezes já tentamos nos recompor ? Quantas vezes escondemos nossas magoas atrás de um sorriso ?
    Me senti tocada por suas palavras de uma maneira maravilhosa, sua escrita è bem leve, e carismática . Gostei muito mesmo. Que outras pessoas possam ler e se identificar tanto quanto eu. Um dia vamos nos recompor, talvez não por inteiro, mas pelo menos a metade!
    Beijos!

    1. Luísa Aranha

      Oi Bia!

      Obrigada! Um sorriso sincero brota em meu rosto com suas palavras. Acho que minha maior motivação em escrever é tocar as pessoas de diferentes formas e gerar identificação e reflexão!

      bjos e obrigada pela visita!

  13. Alice Teixeira

    Oi querida,
    Antes de falar sobre esse texto maravilhoso. Quero lhe elogiar pela escolha linda de cores do blog. Ficou uma coisa leve e linda de se ver. Amei

    Sobre o texto; eu amei. Uma mensagem linda e muito verdadeira, sobre a nossa querida vida. E como ela pode nos surpreender com as suas voltas e reviravoltas.

    1. Luísa Aranha

      Oi Alice,

      Obrigada! O trabalho de escolha de cores e desse novo blog lindo com essa cara tão minha cara é todo da Escritor Publicado! Elas fazem maravilhas!

      bjos

  14. São Tantas Coisas

    Nem preciso te dizer que suas palavras me inspiram, você sabe disto mais do que ninguém… O que seria da nossa vida sem todas essas voltas? Em um momento estamos em cima, no outro em baixo, no outro em cima de novo… Como todos dizem a vida é essa grande roda gigante.

  15. Carolina Ramires

    Olá!
    Ai Luísa, como sempre aqui estou em amando praticamente tudo que você escreve hahahaha Devemos brindar a tudo de bom que acontece na nossa vida, cada volta por cima e momentos de felicidade que temos! Adorei seu texto, bem curto mas de uma profundidade sem tamanho.
    Beijos.

    1. Luísa Aranha

      Oi Carol,

      Obrigada! É tão bom saber que a gente consegue despertar bons sentimentos nas pessoas com o que escrevemos! Me faz sorrir com sinceridade e verdade!

      bjos

  16. Brooke S.

    Oi, como sempre um texto incrível com uma qualidade inegável! Realmente a vida é feita de eterna mudanças e devemos sempre estar abertos para esperar qual será a próxima e aproveitá-la ao máximo. Apesar de bem curto o texto você falou de coisas muito importantes e com uma profundida sem igual, e eu mais uma vez me vi encantada com ela. Li seu livro ontem e me encantei, a história do Leo e da Nina foi algo que me fez deixar de dormir enquanto não terminava de ler, e que ao chegar ao fim desejei bem mais dessa história que já entrou em meu coração! Parabéns pelo trabalho.
    Um beijo
    http://www.brookebells.com

    1. Luísa Aranha

      Oi!!! Opa! Que maravilha saber que o Leo e a Nina te encantaram… E logo terá mais dessa história… Leo vai contar a sua versão da história e como foi lidar com a Nina e seus traumas depois que eles se conheceram! Ta ficando bem bacana (sou suspeita pra falar, tenho um carinho muito especial por esses dois).

      Obrigada pela visita e por suas palavras! Me faz sorrir de verdade!
      bjos

  17. ANELISE BESON DE ALMEIDA

    Oi!

    Um dos meus maiores prazeres, é refletir e perceber que a vida da voltas e que o tudo passa, sério, tudo passa. Adorei o texto, cheio de reflexões, e a unica coisa que a gente pode fazer quando caimos, é nos levantarmos. Sempre. 🙂

    bjs e parabéns pela reflexão 🙂

  18. Bruna Costabeber

    Olá!
    Adorei seu texto. É bem comum as pessoas que sofrem de abuso se sentirem dessa forma, quando deveria ser ao contrário. Entretanto, é muito legal saber que a vida dá voltas e que as coisas mudam, aliás, ainda bem que isso acontece não é?
    Sucesso em futuros escritos.
    Beijos

    1. Luísa Aranha

      Oi Bruna,

      Obrigada pela visita! Pois é… a gente só entende esse sentimento de vergonha que o abusado sente, quando passamos por situações semelhantes. Infelizmente, é algo irracional e que leva tempo para se superar. A gente nunca supera por completo, mas uma hora a dor diminui!

      Bjos

  19. Tamires Marins

    Olá, Luísa

    Que belas palavras. Acho que todos já tivemos vontade de fugir, de nos esconder, mas o que diferencia o forte dos fracos é a capacidade de se reerguer, né? De, como vc bem disse, juntar os cacos, guardar as mágoas e sorrir.

    Beijos

  20. Nayara Borges

    Olá, Luisa!
    Fiquei apaixonada com o seu texto, muito emocionante, de verdade, parabéns! Quando pensamos que nada vai dar certo e decidimos desistir, que a vida da suas voltas e acabamos surpreendidos. Amei!!!
    Beijos,
    Nay
    Traveling Between Pages

  21. Driely Meira

    Oiee Luísa ^^
    Brindemos todos os nossos sorrisos, mesmo que não sejam tão fortes como eram antes ♥ Gostei bastante do seu texto. É bem difícil não querer se esconder quando certas coisas acontecem, né? Mas, como muitas letras de música, poemas, poesias, textos em geral e muita gente diz: tem horas em que a gente só precisa catar os caquinhos e se reerguer 🙂
    MilkMilks ♥

  22. Larissa - Srta. Bookaholic

    Oi, tudo bem?
    Acredito que é a primeira vez que visito seu blog e simplesmente adorei esse texto, porque me identifiquei em algumas partes, pois tantas vezes estava extremamente magoada e mesmo assim sorria para os outros. Mas isso é importante, nunca devemos perder o nosso sorriso, mesmo que seja fraco e tosco, pois o mundo dá voltas e o nosso sorriso se fortalece.

    Beijos :*

    1. Luísa Aranha

      Priscila,

      Eu sinto ás vezes uma tristeza imensa por “sobreviver nessa terra selvagem”! O mundo seria um lugar tão melhor se houvesse mais respeito pelos outros!

      Bjos e obrigada pela visita!!!

  23. Luana

    Olá!
    Amei o texto, super lindinho e verdadeiro, eu não poderia concordar mais. Não tem sensação melhor do que aquela quando você se dá conta que algumas coisas que te afetavam tanto ficaram para trás, é muito libertador. Um brinde as voltas que a vida dá! hahaha <3
    Beijos,

    Luana

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *