Loading...
Prosas

A gente não tem jeito

A gente não tem jeito. Não sei se é um vicio, uma doença ou mania. Mas nesse aperta o laço e afrouxa a gente não se desgruda. Te mando embora da minha vida e você volta. Você me dá tchau e eu te dou oi. E nessa brincadeira mais um ano se passou.

Eu sigo em frente você freia. Você da as costas eu me jogo no seu caminho. Não entendo o que é isso que morde e assopra e não desenrola. Um caso de amor? Uma novela mal contada? Ou será que somos um filme de ficção científica? Talvez a gente não tenha mesmo jeito e esse seja o nosso jeito.

A vida passa, a gente se enrosca, se desgruda e se enamora. Tem outros, houveram outras e no final a gente larga tudo e se embola. Nosso jeito é sem jeito. O mundo desaba e a gente está lá, sorrindo, rindo e provocando um ao outro.

Seria mais fácil assumir que você nasceu pra mim ou que eu nasci pra você, vai saber. Seria melhor parar de fingir, admitir que no fundo é esse nosso jeito que deixa tudo estranhamente perfeito. Teu calor, meu amor, tua pele, minha língua, teu abraço, meu beijo, teu cheiro, minha boca… Nosso jeito perfeitamente imperfeito.

 

Você também pode gostar...

17 comments
  1. Morgana Brunner

    Ah que lindo Luísa, realmente as vezes a gente não tem jeito a vida bem e dá um jeito em nós, a cada dia recebemos cada surpresa <3
    Abraços

  2. Anastacia

    Oie, tudo bem!? Eu adoro as prosas que você escreve… Juro!!! São tão reais e quase sempre me identifico com todas rsrsrsrs.
    Adorei ver escrito em palavras tão bonitas, que não se enquadrar em tudo e ser sim, sem jeito, tem seu jeito todo especial de ser!!
    Bjs

  3. Manoel Alves

    Olá, tudo bem contigo?
    Mais um belo trabalho em? Primeiramente quero dizer que estou gostando cada dia mais de seu trabalho. E te no que dizer que esse quote que tem na imagem é muito linda. Adorei o texto e até mais ver
    Bjs

  4. Bruna Costabeber

    Olá!
    Essas suas crônicas me agradam demais, com essa, por óbvio, não foi diferente.
    Acho que nós somos, simplesmente, complicados. Temos a impressão de que estar mal, se mostrar triste é melhor do que se mostrar feliz. É isso que sinto quando penso na vida.
    Beijos ♥

  5. Ana Caroline

    Que texto lindo sobre amor, sobre companheirismo. Adorei e achei bem adequado. Essas brigas de casais, vai e volta, a vida é assim, e depois só resta o amor. Amei <3

    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com.br

  6. Maria Ferreira

    Oi Luisa.
    Gostei muito do texto e da relação de opostos. Acho que tem muitos relacionamentos que são assim. É mesmo difícil dar um adeus definitivo para alguém que gostamos, por mais que essa pessoa pise na bola.
    Abraços.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *