Loading...
Causos

Romance Ideal

Eu pensei que você poderia ser. Ser aquele cara. Aquele que ia me livrar das sensações de ausência que os outros deixaram. Eu imaginei, por noites em claro e madrugadas sedentas, que você era o cara.  Aquele. O cara. O último. O certo. O ideal.

Eu idolatrei cada parte de você. Do seu corpo. Da sua alma. Do que eu queria que fosse o final. Não o final da história, mas o final da estrada, a linha de chegada redentora. O gol de placa. O final da busca. A busca pelo cara. Aquele cara.

Eu fantasiei por horas a fio. Construí cenários, cenas de conteúdo altamente erótico e abraços apertados. Você era o protagonista do meu romance ideal. Mesmo que você não fosse o ideal. Foram sonhos, acordada e dormindo, anos luz de energias emanadas, do meu corpo, do seu toque, da fricção causada por nós dois. Amores em claro, noites sombrias, tudo em preto e branco no contraste da tua língua na minha boca.

Eu só não sabia que você não poderia ser. Ou não queria saber, vai entender? Eu me apeguei a tudo, ao cheiro, gosto e maciez da tua pele. Eu me entreguei na tua mão. Deixei me manipular, me sentir, me fazer sentir. E em cada detalhe talhado como orgasmo em minha memória, você ocupou espaço. Por um tempo o vazio acabou, a distância se foi e a urgência acalmou. Na fração do segundo de um sorriso, um suspiro, um gemido ou um sussurro. Na medida dos pelos se ouriçarem e se tranquilizarem.

Então eu percebi. A urgência é minha. O vazio sou eu. A imperfeição se traduz em olhares que observam, atentos e serenos, cada movimento desse jogo de tabuleiro. Xeque-mate. Não foi você. Fui eu que idealizei demais.

 ————
O blog Causos & Prosas participa do desafio literário  365 dias de escrita. Este texto é parte integrante do desafio organizado  pela Editora Digital e Consultoria de Marketing para autores Escritor Publicado .
————-

Gostou? Então confere meu último lançamento “Sexo Virtual, Amor Real” na nossa livraria.

Você também pode gostar...

5 comments
  1. Victor

    Olá,

    Adoro os seus texto e achei esse incrível. Às vezes nós ficamos cegos aos “amores” que colocamos em mente que passamos do limites, são noites em claro que passamos pensando na pessoa e quando menos esperamos percebemos que é tudo idealizado por nós! ♥

    → desencaixados.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *