Loading...
Coluna da RêProsas

Renatona para os íntimos

Como começar a se apresentar de fato para alguém, né? Por aquelas clássicas falas introdutórias e clichês. Meu nome é Renata, eu tenho 31 anos, às vezes parece que são 70 e outras parecem que são 15.

Uns me chamam de Rê, os muito intímos de Renatona, mas nunca de Renatinha. Porque é uma discrepância com o meu tamanho, uma vez que tenho 1,76 m e 100 kgs; seria além do mais um assassinato a língua portuguesa. Mas você estaria se auto depreciando, logo na sua coluna introdutória, Renata?! Não, estou apresentando uma das minhas características físicas e ser grande e gorda é uma delas. Quando se cruza a fronteira dos trinta aliada a uma experiência de quase morte, não se mede palavras, é melhor a verdade nua e crua do que qualquer mentirinha pintada de arco-íris.

Com relação as letras, eu poderia definir de um jeito bem clássico. Comecei a ler com 4 anos de idade, quando era obrigada a ser aluna na “escolinha” da minha irmã mais velha. Porém para além disso acho que a minha relação com a escrita pode ser definida em uma linha do tempo bem simples; na infância eu escrevia para aprender, na adolescência era para viver as paixões, na faculdade para sobreviver e hoje eu escrevo para me reinventar.

Eu tenho uma doença auto imune e desde o final do último ano eu não estou mais trabalhando. Daí comecei a me dedicar mais a literatura apenas como leitora. Com essa voracidade por letras a minha melhor amiga me introduziu em um grupo de troca de leituras.

Comecei a ler os livros das participantes, e aí entrou a Luisa Aranha na minha vida, que também estava no grupo. A nossa afinidade foi aumentando. Ela e minha amiga me encorajaram a escrever também. Fiquei no campo das ideias, até que em uma conversa boba, me incentivaram a escrever o primeiro conto e com algum sacrífico ele ficou pronto.

Veio a bienal e para socorrer a chefa do blog, escrevi “meu Outro eu”. Em seguida nos encontramos na Bienal do Rio de Janeiro e fui convidada, pelo abraço mais caloroso do Sul, para estar por aqui com uma certa frequência. Para fazer o que d. Rê? Para falar sobre pensamentos, meus e dos outros, histórias minhas e dos outros, dores e cores minhas e dos outros. O cotidiano de quem sofre uns preconceitos feios, que ri de si e dos outros, que não é sempre forte e que escreve sempre para colocar qualquer coisa para fora.

Estarei por aqui, as sextas feiras para refletir um pouco sobre as bizarrices e delícias da nossa breve e louca vida, com poucas palavras mas com muito amor no coração.

——-

Você também pode gostar...

16 comments
  1. Raíssa Nantes

    Bem-vinda, Rê!
    Vou aguardar ansiosas pelos suas textos também. Adorei te conhecer um pouco mais e saber que ama tanto o mundo literário. Não li seu outro texto aqui e já vou dar uma olhada pra me por por dentro das novidades!

    1. Renata Moreira

      Oi Raissa,

      obrigada pela recepção. Espero que vocês gostem do que está por vir. Meu outro texto é “Meu outro eu”.

      Estaremos juntas na sexta que vem,

  2. Adriana Moreira

    OI, Renata!
    Surpresa boa encontrar mais uma prima por aqui. Eu também sou Moreira e tenho um monte de primos que não conheço pelo meio do mundo. Descobri que um monte deles é escritor(a). Que bom, só assim não fico sozinha nesse universo em que a escrita nos leva a sonhar e partilhar nossas histórias! Seja bem-vinda!
    Drica.

    1. Renata Moreira

      Oi Prima,

      os nossos antepassados procriaram um bocado, Os meus Moreiras são da Região Serrana do Rio de Janeiro. Que sempre tenhamos muitas histórias para contar.
      Obrigada pela recepção e pelo carinho,

      Beijokas

  3. Cidália

    Olá, Renata!
    Gostei muito da sua apresentação!! Que bom que sua amiga e a Luísa Aranha a encorajaram a escrever! É gratificante quando encontramos alguém que acredita na gente, no nosso potencial. Quero ler suas reflexões!
    Seja bem vinda!! Bjs!

    1. Renata Moreira

      Oi Cidália,

      obrigada pela acolhida. . Elas são parte fundamental da minha escrita. Elas são maravilhosas, sinceras e cuidadosas.
      Um abração

    1. Renata Moreira

      Nunca te vi, mas já tô te amando hahahhahaha
      Vem às sextas pra gente rir e pensar juntas, vai ser divertido e às vezes tenso. Prometo.
      Obrigada pela acolhida, viu?!

    1. Renata Moreira

      Hei, Suzzy.

      A gente tenta sempre ver o lado melhor do prisma, nem sempre consegue, né?!
      Saí umas coisas densas, mas com algumas pitadas de risadas.
      Obrigada pela recepção.
      bjos

  4. kênia Cândido

    Oi Rê.

    Seja bem vinda ao Causos & Prosas. Espero que essa nova etapa da sua vida seja uma experiência sensacional e inesquecível. Ficarei aguardando suas postagens para conhecer mais um pouco, pois você já começou positivamente. Sucesso!

    Bjos

    1. Renata Moreira

      Oi Kênia,

      obrigada pelo retorno. A primeira sensação que temos quando começamos a escrever é que ninguém vai ler e receber comentário de carinho dizendo que gostou, ganhei o dia.
      Sexta a gente se vê.

      beijos

  5. Valéria

    é um prazer poder te conhecer um pouquinho por aqui, Renata 😀
    vou adorar acompanhar suas postagens… é a vida que segue, apesar das dificuldades do cotidiano, precisamos rir até de nós mesmos pra encarar com mais leveza os baques diários… sorri, escrever, nunca desistir…
    por aí…

    bjs 😀

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *